sexta-feira, 2 de julho de 2010

Não me queixo do vazio, pelo contrário, acumulo [...] Acumulo de assuntos mal acabados e resolvidos, de pessoas que não deixo morrer por medo de viver a minha vida, de histórias velhas. Tô cheia de caminhos que não me levam a lugar nenhum, de dores que temiam em não cicatriza e sempre se renovam aqui no peito, de pensamentos que não querem se afastar. É um acumulo de obrigações, de medos, vontades que são sempre reprimidas. No final das contas acaba sendo um acumulo de vida, que anda pesado muito.
                                                                                  Anny Caroline Lopes

5 comentários:

  1. essa foi tua melhor postagens, que texto liindo.
    Parabéns !

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto, lindo Blog. Gostei muito , Parabéns .. você é muito boa escrevendo .
    Vou virar fã do seu blog , rs
    Bom , estou seguindo .. se quizer passa lá no meu ! (:

    ResponderExcluir
  3. Muito bom teu texto *-* . Adorei! ;)

    ResponderExcluir
  4. Nossa, que texto lindo!
    Teu blog está perfeito, já estou seguindo!
    E está convidadissima a conhecer o meu =]
    beijão

    ResponderExcluir
  5. Dói se sentir aberto ao novo e, no entanto não poder viver isso, por estar cheio de fragmentos de vida que hoje não importam mais. O quão bom seria poder nos formatar, nos reciclar de maneira prática e eficaz. Às vezes penso que a vida de tão colorida acaba formando borres feios, poluídos.

    ResponderExcluir